sábado, 29 de junho de 2013

Lamentações.

Vejo pessoas a lamentarem-se de “problemas” míseros. Aliás, pequenos contratempos que nem problemas se deveriam chamar! Só vejo dramatismo à minha volta e irrita-me o simples facto de ver pessoas que sofrem realmente e não se queixam, vivem na sombra, no silêncio, lutando por um dia melhor. Eu própria sei que dramatizo em muita coisa mas penso sempre “há alguém pior, não tenho razão de queixa”, porque é que pareço ser a única a pensar assim?!

Deixei de conseguir ter paciência para ouvir aqueles que se apoiavam em mim e esperavam uma palavra amiga e um conselho… Odeio ter que dizer “calma, vai ficar tudo bem” quando quase só me apetece dar-lhes um abanão e dizer “não é o fim do mundo! Levanta a cabeça que não é de cabeça baixa que vês o sol de um novo dia!”… Deixei de conseguir ter paciência para os ver bater com a cabeça e queixarem-se que a parede os magoou, dizerem que aprenderam mas continuam a ir contra ela e a dizer que querem mudar de direcção! Parece que gostam e nem sequer tentam seguir em frente… É que no fundo, é assim que penso: o sol nasce todos os dias, uns dias o céu está limpo, noutro nublado ou com nuvens, mas o sol está lá, é uma fase que vai passar, temos de ter a força e enfrentar as dificuldades, e saber principalmente que tudo na vida requer um equilíbrio. Para tudo há um oposto, necessário para equilibrar para que tudo exista em conformidade. Claro que não digo que sentirmo-nos tristes, magoados é errado ou desnecessário, apenas acho que devemos pensar um pouco numa solução lógica e pura e simplesmente tentar seguir em frente de cabeça erguida.…porque a realidade é que “há sempre pior”!

Não sou o melhor exemplo, também sou fraca, também dramatizo, também me vou abaixo e perco as forças... Mas acho que tentar superar e tentar ter uma visão optimista por muito difícil que pareça é o mais importante...

Outubro, 2012

3 comentários:

deixa a tua opinião :))