terça-feira, 16 de julho de 2013

uma imagem que o tempo levou

Sinto que a melancolia me invade as veias e me prende os dedos não me deixando escrever… O lápis não desenha uma única letra e quanto mais tento apagar as poucas que ainda se vão desenhando, mais frustrada me sinto pelas palavras saírem tão vazias e sem alma… Não há nada meu nelas e é triste sentir que a escrita não me abriga quando nada em meu redor me conforta o espírito.

Tudo nelas é grafite que até um dedo borrata – talvez nisso se assemelhem a mim. Sinto-me um desenho desmaiado e borratado num cartão que não ampara um espírito tão perdido como o meu. Com o tempo, o choro da minha alma desbotou toda a cor do meu olhar. Talvez eu não seja mais o ser que era. Talvez eu me tenha que limitar agora a ver o que os outros são e confortar-me em ver os seus sorrisos. O sorriso que esboçaram no meu rosto já se apagou e agora que o tento imitar os músculos não têm força para o manter.

Sou só mais uma imagem que o tempo levou.

7 comentários:

  1. Eu adoro tudo o que escreves, tens mesmo muito jeito :)

    ResponderEliminar
  2. Adorei, mas tem calma isso as vezes acontece, "bloquear" :)
    r: obrigada :)

    ResponderEliminar
  3. R: Nunca li a minha, sou um pouco céptica nesse assunto :O

    ResponderEliminar
  4. Muito obrigada e estou a seguir de volta doce*

    ResponderEliminar
  5. oh princesa,as tuas palavras não estão vazias, muito pelo contrário, deixam transparecer o quão cheio o teu coração está. e não te limites a ver o que os outros são ou ver os sorrisos deles, tu és o ser mais importante de todos para ti, e é em ti que deves focar toda a atenção, sabes? e esperar que um dia haja alguém que também a foque. mas antes, é preciso pensares em ti, porque és tu quem importa quando os outros não se importam. e a escrita não abandona princesa, mas às vezes as palavras não podem dizer tudo aquilo que sentimos, que de tão forte, não se descreve. beijinhos e força

    ResponderEliminar

deixa a tua opinião :))