segunda-feira, 15 de julho de 2013

"Wherever You Will Go"

Estávamos sentados ao lado um do outro com as mãos entrelaçadas. Eu tinha a cabeça apoiada no teu ombro e falávamos enquanto a música estava a dar. E, quando aquela determinada música começou a dar, pus mais alto e ficamos calados simplesmente a ouvi-la.
        Tu sabias como eu gostava dela - não que significa-se alguma coisa mas a letra tocava-me e de algum modo lembrava-me sempre de ti quando a ouvia. Então, quando o primeiro verso começou tu começaste a cantar-me ao ouvido e baixinho. Senti um arrepio ao ouvir aquelas palavras ditas da tua boca e assim… a cantar… como eu sempre disse que gostava que mo fizessem.

Nem eu mesma sei bem descrever a sensação de conforto que me causaste e o quão intensamente o meu coração começou a bater… As lágrimas vinham-me aos olhos e tu não paravas - nem quando não sabias bem a letra - e eu, com aqueles teus pequenos erros, sorria. A música acabou e, com o fim dela, limpei as lágrimas e sorri para ti e tu, devolvendo-me um sorriso, sussurraste: amo-te.

8 comentários:

  1. Tudo o que escreves é lindo!!!!

    ResponderEliminar
  2. Gostei do texto.
    Obrigada por gostares do meu blog e por seguires...

    ResponderEliminar
  3. oh, está tão lindo! o amor é mesmo uma coisa bonita, não é? e esconde-se nos mais pequenos pormenores, no cantar para alguém sem saber bem a letra, no sorrir e no sussurrar. adorei muito ler isto princesinha, e mais uma vez tenho de te agradecer muito por seres uma leitora muito boa, das melhores! beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Muito bonito, isso por vezes acontece-me, adoro que me cantem ao ouvido :)

    ResponderEliminar
  5. lindos :)

    http://trapeziovermelho.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  6. tens razão princesa, talvez esta solidão até tenha o seu lado bom, talvez me dê tempo para estar sozinha e pensar mais em mim que nos outros! obrigada por tudo princesa, beijinhos!

    ResponderEliminar

deixa a tua opinião :))